terça-feira, 4 de outubro de 2011

Luz

O meu peito está repleto de luz
Eu espelho turvo
E Deus em mim para outro,
Não sou perfeito,
Não mereço,
Mas o meu peito está tomado de luz.
E por caminhos obscuros
Apresso a marcha,
Às trevas que Ele nunca olvida,
Sou instrumento de meu pai,
Daquele que escuta cada sussurro
Cada gemido surdo,
Nos mais longínquos confins.
O meu peito é transbordante de luz,
De uma luz cedida,
Que Ele me permita mantê-la acesa
De agora até o fim da jornada.

4 comentários:

  1. CONVITE

    Primeiro, eu vim ler o seu blogue.
    Agora, estou lhe convidando a visitar o meu, e se possivel seguirmos juntos por eles. O meu blogue, é muito simples. Mas, é leve, dinamico e sobretudo Independente. Palpitamos sobre quase tudo. Diversificamos as idéias. Mas, o que vale mesmo, é a Amizade que fizermos.
    Estarei grato, esperando VOCÊ, lá.
    Abraços do
    http://josemariacostaescreveu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Aqui há poema,
    pra semana
    inteira.


    Fico a seguir;
    Paz!

    ResponderExcluir
  3. Oi! Que bonito aqui. Vou seguir.
    O "Seria Eu Essa (?)" voltou! :D me visita?
    http://seriaeuessa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Aguardo tua luz no meu blog. Enorme beijo, Eliane

    ResponderExcluir